Skip to Content Skip to Search

GSK ocupa a 1ª posição no Access to Medicine Index como a principal empresa de P&D para doenças prioritárias

Pelo sétimo ano consecutivo, a farmacêutica britânica lidera o ranking por meio de programas de acesso a medicamentos e vacinas em todo o mundo.

 O Access to Medicine Index (ATMI) publicou o relatório de 2021 nesta semana com a GSK novamente em primeiro lugar entre as 20 maiores empresas farmacêuticas do mundo. Apoiado por investidores, este ranking é desenvolvido de forma independente pela Fundação Access to Medicine e baseado no progresso que as empresas promovem para a melhoria do acesso a medicamentos em 106 países de renda baixa e média, envolvendo mais de 80 doenças, condições e patógenos.

Por sete anos seguidos, a GSK ocupa o primeiro lugar no Índice, o que confirma os principais propósitos da farmacêutica: ampliar o acesso a tratamentos e medicamentos e investir em inovação científica e pesquisas globais e regionais para mudar a vida das pessoas. A GSK, inclusive, é uma das empresas que mais investem em P&D, quando comparada aos concorrentes.

No Brasil, por exemplo, a empresa tem contribuído para o desenvolvimento de novos medicamentos, vacinas e transferência de tecnologia por meio de alianças estratégicas com o governo. São mais de 30 anos de parcerias que promoveram a concretização de programas reconhecidos mundialmente, como o Programa Nacional de Imunização e o Programa Nacional de DST/AIDS. 

Em razão dessas parcerias, o acesso aos tratamentos da GSK é amplo e integra o sistema público de saúde. Para ter uma ideia, das 19 vacinas disponíveis no PNI, 13 são de origem GSK. Outro dado importante: hoje das mais de 380 mil pessoas vivendo com HIV que recebem antirretrovirais via SUS usam os medicamentos da GSK, o que lhe garantiu a liderança na área.

Destaques do Índice

O ranking internacional destacou a importância da colaboração intersetorial entre as empresas para a melhoria da saúde das pessoas nos países em desenvolvimento. Uma série de colaborações alinhadas às áreas prioritárias globais de saúde da GSK foram reconhecidas, incluindo o desenvolvimento de formulações pediátricas de Dolutegravir para HIV; o licenciamento da vacina candidata contra a tuberculose ao Instituto de Pesquisa Médica Bill & Melinda Gates para desenvolvimento e uso em países de baixa renda; e a colaboração com a Organização Mundial da Saúde, Program for Appropriate Technology in Health (PATH) e Ministérios da Saúde para implementar a vacina RTS, S contra a malária em Gana, Quênia e Malaui. O Índice também reconhece a amplitude do licenciamento voluntário da ViiV Healthcare para Dolutegravir e o impacto do trabalho da GSK com a GAVI, outra iniciativa da Fundação Bill & Melinda Gates.

O Índice também destaca especificamente o impacto da doação de 10 bilhões de comprimidos de albendazol pela GSK, em 1999: um comprimido desse medicamento pode tratar tanto a filariose linfática (FL), quanto a helmintíase transmitida pelo solo (STH, sigla em inglês). Até o momento, a doação beneficiou 923 milhões de pessoas em 92 países, contribuindo para a eliminação da FL em 17 deles. Além de estender as doações para combater o STH em crianças em idade escolar até 2025, a farmacêutica se comprometeu a seguir com as doações até que a FL seja descartada como um problema de saúde pública em todo o mundo.

Sobre a GSK

A GSK é uma empresa global de saúde com foco em ciência e com um propósito especial de ajudar as pessoas a fazer mais, sentir-se melhor e viver mais. Temos três negócios globais que pesquisam, desenvolvem e fabricam medicamentos inovadores, vacinas e produtos de saúde. Nosso objetivo é ser uma das empresas de saúde mais inovadoras, confiáveis e com o melhor desempenho do mundo.

No Brasil, possuímos liderança na área Respiratória com um portfólio de medicamentos inovadores para o tratamento da Asma, Asma Grave, Rinite e DPOC (Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica), como Aerolin, Avamys, Nucala e Trelegy; em Antibióticos, contando com nomes fortes no mercado, como Clavulin e Zinnat; em Vacinas, onde também temos a liderança - a cada segundo são distribuídas 3 doses de  vacinas da GSK (Pólio, Tríplice Viral, Tetra Viral, Rotavírus, Pneumocócia 10-valente, Meningites, DTPa); e em HIV, somos líderes fornecendo a primeira linha de tratamento de HIV pelo SUS.

Para mais informações, visite www.gsk.com.br.

Sobre o Access to Medicine Index

O Access to Medicine Index 2021 é uma classificação independente de 20 das maiores empresas farmacêuticas do mundo com base nas medidas tomadas para melhorar o acesso a medicamentos, o qual avalia as ações em 106 países de baixa e média renda e em relação a 82 doenças, condições e patógenos. O Índice é endossado por mais de 100 investidores institucionais, administrando coletivamente ativos no valor de mais de US $ 17 trilhões.

É baseado em uma estrutura de 33 indicadores que, juntos, capturam o papel central das empresas farmacêuticas para melhorar o acesso a medicamentos, conforme confirmado por meio de um amplo diálogo com várias partes interessadas. O Índice é desenvolvido e publicado de forma independente pela Access to Medicine Foundation, uma organização sem fins lucrativos com sede na Holanda.