Nossa história no Brasil

Desde 1715, com a abertura de uma farmácia em Londres, nossa história sempre se concentrou na inovação.

Iniciamos nossa trajetória com um pequeno grupo de empreendedores até nos tornarmos uma empresa global de cerca de 100.000 funcionários. Nesses mais de 300 anos, desenvolvemos uma variedade de medicamentos e produtos de saúde que formam as bases da GSK até hoje.

No Brasil, estamos presentes há mais de 110 anos transformando a saúde dos brasileiros.

Com cerca de 2.300 funcionários, nos tornamos, ao longo desses anos, líderes em vacinas, HIV e na área respiratória.

Muito mais do que comercializar produtos, atuamos diariamente como parceiros do Governo brasileiro na melhoria da saúde pública do país.

Em mais de 30 anos estabelecemos sólidas alianças que têm contribuído para que o Brasil tenha um dos melhores e maiores programas de imunização do mundo, sendo referência para diversos países em áreas como produção, pesquisa e codesenvolvimento de medicamentos e vacinas.

Conheça nossos principais marcos:

Década de 1950

Introduzimos a substância clorpromazina, um antipsicótico que revolucionou o tratamento das doenças mentais e se tornou referência entre os medicamentos para o Sistema Nervoso Central (SNC).

No final da década, descobrimos o núcleo da penicilina 6APA, que permitiu a síntese de antibióticos semissintéticos capazes de atacar bactérias resistentes à penicilina orgânica.

Fechar

Década de 1970

Em 1972, desenvolvemos a amoxicilina, o antibiótico mais usado no mundo.

Em meados dos anos 70, introduzimos a cimetidina, o bloqueador H2 que mudou radicalmente o tratamento da úlcera péptica.

Fechar

Década de 1980

Lançamos a ranitidina, medicamento para o tratamento de doenças digestivas como a gastrite, o refluxo e a úlcera duodenal.

Desenvolvemos a zidovudina, ou AZT, o primeiro medicamento efetivo para tratar os pacientes com HIV/AIDS.

Fechar

Década de 1990

Lançamos a combinação de salmeterol e fluticasona, um broncodilatador de longa duração com um anti-inflamatório, que reforçou a posição da companhia na área de doenças respiratórias.

Criamos a vacina que combina a proteção contra difteria, tétano, coqueluche, hepatite B, pólio e Haemophilus influenzae tipo B em apenas uma injeção.

Lançamos o adefovir dipivoxila, tratamento de primeira linha no controle da hepatite B crônica.

Introduzimos a vacina para a prevenção da gastroenterite provocada por rotavírus.

Fechar

Anos 2000

2002

Doamos mais de 100 milhões de comprimidos, como parte de nosso compromisso de combater a filariose linfática.

O Registro de Estudos Clínicos é criado como uma ferramenta que contém dados de ensaios clínicos para acesso livre do público.

 

2009

Tornamo-nos líderes em produtos dermatológicos com a aquisição da Stiefel.

Em parceria com a Pfizer, criamos a ViiVHealthcare, uma empresa focada em tratamentos avançados e cuidados para pacientes com HIV.

Desenvolvemos a vacina contra o vírus H1N1.

A Human Genome Sciences e a GSK recebem aprovação para o Benlysta, primeiro tratamento para lúpus lançado em 50 anos.

 

2012

Fomos o laboratório oficial para exames antidoping dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos Londres 2012.

 

2015

Em março, adquirimos o negócio de vacinas da Novartis (excluindo as vacinas contra a gripe) e combinamos nossos negócios de Saúde do Consumidor para criar uma nova empresa.

 

2015 e 2016

Fomos destaque na lista “Change the World” da Fortune Magazine, um ranking das empresas que mais estão fazendo o bem para a sociedade.

 

2018

Pela sexta vez consecutiva, lideramos o Access to Medicine Index (ATMI), ranking do desempenho das principais farmacêuticas em países em desenvolvimento.

Fechar